segunda-feira, 20 de julho de 2009

Funchal

Por entre a névoa de um segredo
Que encobre as alegres fachadas brancas,
Que adornam as esbeltas encostas de um ouro brilhante.
Fundo-me pelo olhar com a terra e o mar,
que me aquece friamente a alma,
Num suspiro de terra distante...

Grifo

3 comentários:

geocrusoe disse...

Não me digas que já tens saudades do Faial? ou que o querias levar na bagagem :) Bom gozo de férias para todos vocês.

Grifo disse...

Saudades... não só se for da Madeira, hoje volto para os Açores... :P

Klatuu o embuçado disse...

Belo poema evocativo!

Visitantes até ao verão de 2009

MySpace Widgets