quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Uivo de Amor

A noite rodeia-me a alma.
Abate-se sobre mim...

Mas lá no alto,
A bela Lua acorda o meu amor!
O espírito do lobo desperta em mim!
Canto à Lua...
Nela deposito o meu amor!
Num deleite de alma,
Uivo à minha bela e grande paixão,
Que surge no horizonte,
Iluminando-me o espírito!
Oh! Divina Lua,
Tu que me enches de singela harmonia!
Abraça o meu uivo!
E funde a tua perfeita luz
Com a minha alma de lobo apaixonado...

Grifo

1 comentário:

geocrusoe disse...

Apesar de todas as metáforas, não deixa de ser um despertar dos sentidos ditos de uma forma platónica...
É o amadurecer do poeta

Visitantes até ao verão de 2009

MySpace Widgets