quarta-feira, 21 de julho de 2010

Mansão


Nos recantos de uma floresta escura
Como um assombro surreal,
Surge uma ruinosa e cinzenta mansão.
O cair das paredes mostra a podridão dos alicerces...
O telhado desfeito em milhões de cacos jaz no chão frio e rochoso.
A fúria da natureza arranca da desfeita mansão aquilo que lhe pertence.
A mansão desnuda-se,
A água e o vento purifica o seu propósito...
Não passa agora de monte inócuo de pedras.
Que não deixam a quem ficou o menor vestígio
De tão ruinosos e assombrosos tempos...

Grifo

foto daqui

12 comentários:

geocrusoe disse...

Gostei da estrura do poema e das ideias nele contidas, faz-me lembrar o poema "Ruinas" de Roberto Mesquita

http://geocrusoe.blogspot.com/2008/10/poetas-e-poemas-escolhidos-ii-roberto.html

lucyinthesky disse...

muito bom esse... adorei o texto...

abraços

Grifo disse...

O poema "ruínas" aborda um assunto diferente do meu. :) Mas é sem duvida um belíssimo poema.

Socorro Carvalho disse...

Olá Grifo,
Estou encantada com seu poema. Quanta riqueza de inspiração. amei.
Também, sou poetisa aqui de Santarém, estado do Pará na Amazônia do Brasil. Gostaria, se possível, fazer essa troca de experiências virtuais e idéias, através da rede blogosfera. Tenho um blog neste endereço: www.minhasinspiracoes.blogspot.com
meu email é socorrosantarem@gmail.com
A partir desse momento estou colocando seu blog em minha lista de blogs e ao mesmo tempo estou me tornando sua seguidora. Ficaria imensamente contente se pudesse contar com você em minha lista de seguidores, também.
Um grande abraço

Socorro Carvalho

Márcia Oliveira disse...

Amei esse blog!!!
Tem tudo de bom!!!
Visite o meu...

Dóriam Alves disse...

Não deixe de ler excelente artigo sobre a Lei Maria da Penha e como eu entender porque até o presente, a Lei Maria da Penha tem sido ineficaz, pois a violência doméstica e familiar tem aumentado. Acesse o blog, comente e divulgue: www.valdecyalves.blogspot.com

Doroni Hilgenberg disse...

A natureza não é vingativa mas faz sua cobrança, afinal floresta não é lugar de mansão.
bjs

A Escafandrista disse...

Olha, faz tanto tempo q não venho aqui! saudades do teu espaço. e tuas poesias continuam tão bem... abraços.

Cynthia Gonçalves disse...

Muito legal o seu blog, adorei os textos.
Quando tiver um tempinho vai me visitar:
hojesouassimepronto.blogspot.com

Eliane F.C.Lima disse...

Parece-me que o nome dessa mansão é vida.
Eliane F.C.Lima (http://poemavida.blogspot.com)

Geraldo Brito (Dado) disse...

Saudações e parabéns pelo blog!

paranoiasnfm disse...

EspectaculaR! :D

Visitantes até ao verão de 2009

MySpace Widgets